Balão Intragástrico: solução segura para quem quer emagrecer!

Segundo o Ministério da Saúde, no Brasil, o excesso de peso e a obesidade aumentaram nos últimos seis anos. A proporção de pessoas acima do peso avançou de 42,7%, em 2006, para 48,5%, em 2011. No mesmo período, o percentual de obesos subiu de 11,4% para 15,8%.

Algumas pessoas tentam perder peso com tratamentos clínicos, acompanhamento de especialistas como nutricionistas, preparadores físicos e psicólogos, mas mesmo assim, não conseguem. Nesses casos de obesidade, as pessoas recorrem à colocação do balão intragástrico. 

O que é o balão intragástrico?

O balão intragástrico é feito de silicone, com volume de armazenamento de soro que varia entre 400 ml e 700 ml. Com o paciente sedado, ele é colocado através da endoscopia: entra vazio pela boca, passa pelo esôfago e chega ao estômago. O balão é insuflado através de um conector, que injeta soro fisiológico com azul de metileno para identificar quando ele se rompe, tornando a urina azul ou esverdeada, indicando que houve um problema.

É um procedimento que reduz a capacidade do estômago pela metade e provoca a perda de apetite e a saciedade, auxiliando no emagrecimento. Mas é importante se consultar com um médico que avalie o caso para recomendar ou não o uso do balão.

Como funciona o tratamento com balão intragástrico?

A colocação do balão intragástrico é feito através de endoscopia com sedação feita por um anestesista. O paciente é liberado para ir para casa em, no máximo, 2 horas após o procedimento. 

O balão promove uma saciedade precoce, ou seja, o paciente se satisfaz com menor volume de alimento. Para que este efeito seja potencializado e prolongado, é imprescindível que as orientações do nutricionista sejam seguidas durante todo o tratamento. 

Para o sucesso do procedimento, é preciso que você mude seus hábitos, faça uma reeducação alimentar e pratique exercícios. 

O acompanhamento psicológico é importante quando, enfim, o paciente entender que seu comportamento irá definir o sucesso no emagrecimento (tanto no emagrecer quanto na manutenção do resultado).

Como se vê, a equipe deve promover um programa de emagrecimento muito mais amplo do que simplesmente colocar e retirar o balão do estômago. Deve haver as etapas de emagrecimento e de manutenção do resultado.

Quem pode colocar o balão intragástrico?

O tratamento com o balão inicia com uma primeira avaliação clínica feita por um médico, que deve ser um cirurgião geral com área de atuação em cirurgia bariátrica ou um gastroenterologista. A indicação ou não pelo balão intragástrico deve ser justificada pelo médico. 

O procedimento é recomendado para pessoas com o índice de massa corporal (IMC) a partir de 27 e para obesos que precisam fazer a cirurgia, mas correm alto risco (pré-operatório de pacientes com super obesidade ― IMC acima de 50).

Existem contraindicações?

  • Em alguns casos, é contraindicada a colocação do balão intragástrico. Veja quais:
  • Cirurgia gástrica;
  • Hérnia;
  • Distúrbio de coagulação;
  • Lesão potencialmente hemorrágica no trato gastrointestinal superior;
  • Gravidez, desejo de engravidar ou amamentação;
  • Alcoolismo ou drogas;
  • Doença hepática grave;
  • Qualquer contraindicação para endoscopia.

Resultados do procedimento

O resultado médio observado é a perda de 15% a 20% de seu peso inicial. Pode haver variação de resultados para cada indivíduo, uma vez que a adesão do paciente é de fundamental importância para a eficiência do resultado. 

De 100 pacientes que colocam o balão, 75 conseguem cumprir a meta mínima de perda de peso. Mas, dos pacientes que conseguem emagrecer, 47% recupera o peso após um ano da retirada do balão.

Ou seja, não adianta recorrer ao procedimento se, paralelamente, os hábitos alimentares e físicos não forem alterados.

Informações adicionais sobre o tratamento 

O médico responsável pelo procedimento deve ser referenciado, ter experiência e abordar todo o programa de emagrecimento e não apenas promover a colocação/retirada do balão no estômago. 

Os valores para o tratamento completo variam de R$ 7.500,00 a 12.000,00. Alguns itens estão inclusos nesta prestação de serviço: a prótese de balão gástrico, a clínica onde é realizado o procedimento, o honorário do médico (colocação, retirada e acompanhamento com consultas mensais, enquanto o paciente estiver com o balão), e o valor informado pode incluir ou não o acompanhamento com nutricionista e psicólogo experiente na área.

A escolha da equipe cabe ao paciente e o sucesso do tratamento depende desta escolha! Entre em contato conosco, conheça a nossa equipe e saiba as formas de pagamento. 

icon mapa mobile
icon email mobile
icon mobile telefone
icon mapa mobile